Archive | Poverty Management RSS feed for this section

Sair do trabalho?

Entrevista com Anselm Jappe [1] (Revue Réfractions – Recherches et expressions anarchistes n°38 – Versão em português por Pedro Henrique de Mendonça Resende – https://ocasocial.wordpress.com): “A esquerda sempre afirmou que está ‘no interesse’ dos operários fazer greve, demandar melhores condições de trabalho, etc., e surpreende-se com o pouco zelo deles para defender tais interesses. Ela rebateu, […]

Continue reading

“Onda conservadora” ou declínio social?

Por Marcos Barreira: “Até o mais distraído dos observadores é capaz de notar que tais padrões de comportamento e visões de mundo estimuladas pelo efêmero boom de crescimento não podiam romper com a ordem conservadora, nem apontavam qualquer perspectiva de mudança social – a não ser aquela promovida pelo próprio mercado. Tratava-se não de reforma […]

Continue reading

Feitiço de fundo de quintal

O PT, a crise e a economia política da barbárie – Por Marildo Menegat – A nova direita não é conservadora no mesmo sentido da velha direita. Esta era uma reação à dissolução das raízes agrárias das sociedades tradicionais em processo de modernização, enquanto a nova direita que está em cena é uma reação à dissolução catastrófica da […]

Continue reading
Pulcinella By Parbusart in Deviant

Ucrânia – A dualidade de nacionalismo e desmoronamento do Estado

Por Gerd Bedszent: “O que se vai esgotando atualmente na Ucrânia é, portanto, um ‘nacionalismo do desespero social’ (Robert Kurz). Um nacionalismo de desespero que age pouco menos barbaramente do que o seu modelo histórico. A ‘autarquia econômica’ da Ucrânia, promovida pelas associações fascistas armadas, aponta afinal para a instalação de uma administração da pobreza […]

Continue reading

Pro Bono? On philanthro-capitalism as ideological answer to inequality

By Mikkel Thorup: (…) “The term ‘philanthrocapitalism’ expresses the idea that capitalism is or can be charitable in and of itself. The claim is that capitalist mechanisms are superior to all others (especially the state) when it comes to not only creating economic but also human progress; that the market and market actors are or […]

Continue reading

From welfare to poverty management…

Lena Lavinas: What is taking place—spurred on by the ‘success story’ of CCTS—is a downsizing of social protection in the name of the poor. Over the past six years these programmes have benefited from boom conditions, as surplus capital flooded into ‘emerging economies’ from the crisis-stricken advanced capitalist zones. Yet how they will weather a […]

Continue reading

Da (Anti)Reforma Urbana brasileira a um novo ciclo de lutas nas cidades

Por Pedro Fiori Arantes: Nos países avançados, em que a crise econômica bateu mais forte e trilhões de dólares foram drenados do orçamento público para o sistema financeiro, o desemprego e o desalento dos jovens levaram às ruas e praças das grandes cidades indignados e occupies. Nos países árabes, foi o “basta!” (kifaya) às ditaduras […]

Continue reading

Se a semente não morre, não dá fruto

Por Sérgio Baierle: “O recente outono brasileiro mostrou, além da indistinção política e do poder das ruas, a falência múltipla da parafernália participativa no Brasil. Há muito tempo o presidencialismo de coalizão, junto com os simulacros de participação embutidos em conferências, conselhos e orçamentos participativos tornaram-se sistematicamente hidropônicos. Longe, muito longe da vida real.” –  […]

Continue reading
Repressão Policial em Belo Monte

Os restos da democracia

Por Edson Teles: “Práticas de sucessivos governos democráticos, tais como: a impunidade gerada pela Lei de Anistia; a gestão do Estado com medidas provisórias; o trato do sofrimento social através de ações administrativas sem sua inclusão na lei (por exemplo, Bolsa Família); a tortura nas instituições de segurança e punição; a presença do Exército nas […]

Continue reading

The Microfinance Illusion

By Milford Bateman and Ha-Joon Chang: “The logic is well known. Universal social welfare systems are being dismantled under IFI guidance, secure public employment opportunities are rapidly disappearing, and formal sector employment are an increasing rarity too. Nevertheless, the hope is that the microenterprise sector can engage the most articulate and vocal of the poor, […]

Continue reading

La calle para quien la ocupa

Las condiciones sociopolíticas de la globalización no hegemónica en México DF – Por Carlos Alba Vega: “Entreverada con la globalización existe una otra globalización no hegemónica, que no la contradice ni la niega, sino que aprovecha sus intersticios y sus vacíos para sacar también provecho de la producción, la circulación y el consumo globalizados.” [Excerpts] […]

Continue reading

Paradigms Of Propertied Citizenship

Transnational Techniques of Analysis – By Ananya Roy: [Abstract] The American paradigm of propertied citizenship has far-reaching consequences for the propertyless, as in the brutal criminalization of the homeless. Activist groups, such as the anarchist squatter organization Homes Not Jails, have sought to challenge this paradigm through innovative techniques of property takeovers, invocations of American […]

Continue reading

Subjects of Risk: Technologies of Gender in the Making of Millennial Modernity

By Ananya Roy: In the new millennium, the world’s poor are still at the bottom of the pyramid, but this time they are the fortune that can be mined, not the workers whose labor feeds all. In the age of poverty, it is this erasure of labor and exploitation that enables the renewal of development […]

Continue reading

Crise do sujeito, otimismo cruel e exclusão participativa

Por Sérgio G. Baierle: Discuto aqui a crise do sujeito nos movimentos populares urbanos e seus territórios – favelas e vilas populares sobretudo –, à luz da mutação de suas condições de reprodução social, as quais tinham por base o que venho atualmente chamando de paradigma do otimismo cruel (as contradições do desejo de modernidade). […]

Continue reading

A maldição do trabalho barato

Por Ruy Braga: Apesar do pacote de medidas anticíclicas implementado pelo governo federal buscando reverter a forte desaceleração da atividade industrial no país, o Brasil continua flertando com a estagnação econômica. De acordo com os analistas mais prudentes, teremos algo entre 1,5% e 2% de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) este ano. Após o […]

Continue reading