Archive | Fahrenheit 451 RSS feed for this section

Cracolândia, Redenção, Ocupa Brasília e a militarização da política

Por Edson Teles: Em janeiro de 2012, Prefeitura e Estado haviam “deflagrado” a “Operação Dor e Sofrimento”, cuja síntese funcional era inflingir dor e sofrimento aos usuários, mediante a falta da droga e a dificuldade de fixação, obrigando-os a solicitarem ou aceitarem ajuda (leia-se: “internação”). Agora, em 2017, a agressão do Estado foi mais longe […]

Continue reading

Brazil: at the end of its Temer?

By Michael Roberts: “Brazil’s productivity has been almost stagnant since 2000; today it is just over half the level achieved in Mexico. According to McKinsey, the global management consultants, more than half of Brazil’s population remain below a monthly income per head of R$560.  To cut this level of poverty to under 25% would require productivity […]

Continue reading

Do futuro sombrio do capitalismo

Por Wolfgang Streeck[1]: O cartaz está pregado na parede e ele já se encontra aí há um bom tempo; nós é que temos de aprender a lê-lo. Eis a sua mensagem: o capitalismo é uma formação social histórica; ele não tem apenas um começo, mas tem também um fim.[2] Três tendências se desenvolveram em paralelo […]

Continue reading

Os novos fatos da peste identitária na era do capitalismo de crise

Por Clément Homs:  . “É claro, há a economia e o desemprego, mas o essencial é a batalha cultural e identitária” (Manuel Valls, 04 de abril de 2016)  . Nas relações sociais capitalistas em que todos nos encontramos metidos até o pescoço, estamos em luta constante para obter um bom diploma, para encontrar trabalho, para […]

Continue reading

Crisis sistémica del capitalismo y guerras de las altas finanzas

Por Rémy Herrera: [Excerto] Ninguna de estas corrientes de pensamiento (ultraliberal, neoclásico, neoliberal o nuevo keynesianismo) sugiere reflexionar sobre las condiciones de un proceso de rebasamiento del capital como en la relación social de explotación y opresión – no la mayoría de las proposiciones “de izquierda” (por ejemplo, las que reclaman la reforma del FMI […]

Continue reading

El potencial de la devastación

Fonte: Archivos de la devastación 4 . “El potencial es una energía que aún no ha sido liberada, que espera latente un impulso, una pequeña acción/percusión que permita rebalsar la inercia que mantiene inactivo al artefacto” (Anónimxs) . Esta aproximación al concepto de potencial, por muy iconoclasta que suene, revela la realidad del avance y […]

Continue reading

DINHEIRO: Da crítica social à crítica categorial

Por Boaventura Antunes: Nas últimas décadas não cessa de se agravar a contradição entre os trilhões que circulam no céu financeiro e a miséria dos salários de quem ainda encontra trabalho. Dos sete bilhões de seres humanos no planeta, a maioria subsiste numa economia do tostão; os residentes nos bairros de lata das megalópoles de […]

Continue reading

Luta nas ruas contra o espetáculo?

Por Anselm Jappe [1]: “Ainda mais espetacular é colocar em discussão o espetáculo no Brasil: como todos sabem, o futebol aqui desempenha, há muitos anos, um papel absolutamente central na alienação cotidiana e funciona como ‘ópio do povo’.(…) Não se manifesta somente para conseguir a aprovação de uma reivindicação (…), mas também para fugir da […]

Continue reading

Breaking bad. Série blanche

Emmanuel Burdeau (dir.): “Breaking Bad dépeint l’économie légale comme un simple décor, un paysage de carton-pâte à l’intention des dupes. (…) tout est truqué : les machines de la blanchisserie de Gustavo Fring cachent des passages secrets vers un laboratoire souterrain de fabrication de métamphétamine, et les camions frigorifiques de Los Pollos Hermanos transportent, cachées […]

Continue reading
razzia

Pilhagem Social

Por Franz Schandl: “Os saqueadores são os últimos e mais recentes aproveitadores da aceleração do ímpeto capitalista, que não consegue mais, porém, funcionar convencionalmente. Auto-impelidos, eles são o mais puro modelo da flexibilização de direitos e da desregulamentação. Se o mais enxuto dos Estados é uma quadrilha de criminosos…” Mosaico de uma desintegração feito com […]

Continue reading
Pulcinella By Parbusart in Deviant

Ucrânia – A dualidade de nacionalismo e desmoronamento do Estado

Por Gerd Bedszent: “O que se vai esgotando atualmente na Ucrânia é, portanto, um ‘nacionalismo do desespero social’ (Robert Kurz). Um nacionalismo de desespero que age pouco menos barbaramente do que o seu modelo histórico. A ‘autarquia econômica’ da Ucrânia, promovida pelas associações fascistas armadas, aponta afinal para a instalação de uma administração da pobreza […]

Continue reading

A automatização da produção e a lógica do capital

Por Hall Canti: – Estudo mostra que quase metade dos trabalhadores americanos (47%) devem perder seus empregos em poucas décadas com a automação da produção e de atividades cognitivas –  A imprensa dos centros econômicos tem-se mostrado agitada com as pesquisas e publicações sobre o impacto dos avanços da microeletrônica e da informática na produção […]

Continue reading
Desenho por Luísa Baierle

J’accuse: os verdadeiros vândalos

Resposta à burguesia sul-riograndense e seus asseclas – Por Daniel Cunha: É cada vez mais frequente que vocês, burgueses e seus asseclas da mídia e do Estado, mais a grande parte da classe média que vocês convencem graças ao enorme poder de seus meios de comunicação, nos chamem de “vândalos”. Isso porque fazemos manifestações que […]

Continue reading

Benjamin e il capitalismo

Por Giorgio Agamben: Há sinais dos tempos (Mateus, 16, 2-4) que, mesmo evidentes, os homens, que perscrutam os sinais nos céus, não conseguem captar. Eles cristalizam-se em eventos que anunciam e definem a época que vem, eventos que podem passar despercebidos e não alterar em nada ou quase nada a realidade a que se juntam […]

Continue reading

And if there is no way out?

“The Economic Recovery That Isn’t Happening” – By Immanuel Wallerstein: Most    politicians and pundits have a vested interest in promising better times ahead, provided their policy advice is followed. The current worldwide economic difficulties have provided no exception to this behavior. Whether the discussion focuses on unemployment in the United States or the escalating costs of […]

Continue reading