Archive | Crisis Capitalism RSS feed for this section

Will reversing austerity end the depression?

By Michael Roberts: – (versão em português traduzida por Eleutério Prado) – “The policies of austerity do have an ideological motive: to weaken the state and reduce its ‘interference’ with capital.  But the economic foundation of austerity was not mad or bad economics, from the point of view of capital.  It aimed to reduce costs […]

Continue reading

O Reverso da Liberdade

O valor da desenvoltura – Por Massimo De Carolis: “[Q]uanto mais a fundo os dispositivos de cálculo penetram na vida social, mais essa ‘vida’ é colocada a serviço das relações de poder, a criatividade é submetida ao controle e a inteligência é esvaziada e transformada em mera técnica administrativa.” O espírito do liberalismo clássico está […]

Continue reading

Da confusão entre as funções “medida de valores” e “padrão de preços”

(Dinheiro Fictício III) Por Eleutério F. S. Prado[1]: Até a década dos anos 1970, a expansão do crédito e do capital fictício que dele se alimenta ocorreu ainda sob forte regulação estatal. Entretanto, com a magnífica crise que então abateu o crescimento da economia capitalista nos países centrais, relaxou-se também na manutenção dessa trava. A […]

Continue reading

Excessive credit, rentier capital and crises

By Michael Roberts: “It is a delusion or a fetish to look at credit as the main or only cause of crisis.  In a capitalist economy, profit rules.  If you deny that, you are denying that capitalism is the right term to describe the modern economy.   Maybe it would be better to talk about […]

Continue reading

Brazil: at the end of its Temer?

By Michael Roberts: “Brazil’s productivity has been almost stagnant since 2000; today it is just over half the level achieved in Mexico. According to McKinsey, the global management consultants, more than half of Brazil’s population remain below a monthly income per head of R$560.  To cut this level of poverty to under 25% would require productivity […]

Continue reading
bondage_by_daxhammond in deviant

¿Y si dejamos de ser ciudadanos?

Manifiesto por la desocupación del orden – Por Santiago López Petit: El (buen) ciudadano ya no es sólo el que es cívico y vota, sino el que está dispuesto a hacer de su vida una continua inversión capitalista en el pleno sentido de la palabra. “Tener una vida” significa invertir dinero, esfuerzo y tiempo, en […]

Continue reading
Fractured by quie-tone in Deviant

A matriz psicossocial do sujeito burguês na crise

Uma leitura da psicanálise de Freud do ponto de vista da crítica da dissociação-valor Por Leni Wissen: “A invasão de gender e queer não só promoveu a propagação do carácter social narcisista, mas também colocou o feminismo – mesmo tendo ele de repente ficado em destaque – numa situação em que tem de lutar pela […]

Continue reading

A Ruptura Ontológica

Antes do início de uma outra história mundial – Por Robert Kurz: “Quanto mais nitidamente a análise demonstra que nação e política se tornaram obsoletos, tanto mais atávico se revela o discurso político e teórico aos conceitos de política e nação. O dilema parece consistir no fato de que não há alternativas imanentes para esses […]

Continue reading

Leviathan Rots

By Vincent Garton: “It is an escalating system-failure that crashes Hobbes’s political theology, pointing to the obsolescence of the state form itself, the self-overcoming of the Hobbesian era.” 1. The King of the Proud Nothing on earth is its equal—a creature without fear. It looks down on all that are haughty; it is king over […]

Continue reading

Subiu no poleiro, voou mais alto e despencou

Nota que procura uma explicação para o voo mais longo da economia capitalista entre 2000 e 2016 Por Eleutério F. S. Prado[1]: Nos anos 1990, como anotou Filgueiras (2017), alguns economistas passaram a empregar o termo “voo da galinha” para indicar o padrão de crescimento da economia capitalista no Brasil. Entretanto, entre 2004 e 2010 pareceu que […]

Continue reading

O suicídio da “classe média”

Por Maurilio Lima Botelho: “É quase uma “astúcia da razão” que sejam exatamente as camadas médias as principais atingidas pela terceirização irrestrita. O ressentimento destas contra os mais pobres já era um resultado da precarização: a crítica norte-americana Barbara Ehrenreich mostrou como, nos EUA, os profissionais de “classe média” sofreram um choque ao ter que […]

Continue reading

Keynes, civilisation and the long run

By Michael Roberts: – “To avoid the situation where in the long run we are all dead, Keynes reckoned that you must sort out the short run.  But the short run cannot be sorted to avoid the long run.  Deliver full employment and all will be well, he thought.  Yet, now in 2017, we have […]

Continue reading

Vida sem valor

O fetiche do capital e a economia política da “vida nua” Por Bruno Lamas Nota prévia:  O presente texto constitui a versão escrita de uma apresentação intitulada «“Vida sem valor”. O fetiche do capital e a economia política da “vida nua”», efectuada em Lisboa, a 21 de Fevereiro de 2015, na jornada “Da vida nua […]

Continue reading

Crise estrutural do capitalismo:

uma reconstrução conceitual e empírica Por Eleutério F. S. Prado [1]: “Vou argumentar agora em favor da tese em discussão: há sim uma crise estrutural no capitalismo que adquiriu agora uma dimensão verdadeiramente mundial. Vou fazer isso por meio de um comentário sobre a tese de Robert Kurz e da ‘crítica  do valor’ segundo a […]

Continue reading

As transformações milagrosas da criação de valor

Uma pequena história – Por Richard Aabromeit: A repetição de um ato que não cria valor nunca pode ser um ato criador de valor. (Karl Marx, MEW 42) Criação de valor em euros = custos de produção, menos adiantamentos, menos amortizações, menos impostos indiretos, mais subsídios (Teoria da Economia Empresarial – dito sábio) A criação […]

Continue reading